FICHA TÉCNICA

 

Direcção artística e programação

Amândio Anastácio

 

Direcção de produção e produção executiva

Isabel Pinto Coelho

 

Direcção técnica

João Sofio

 

Assistentes de produção

Alexandra Anastácio e Sofia Pereira

 

Captação e edição de vídeo

Ricardo Santos e Filipe Linguiça

 

Design gráfico

Baltazar Martins

 

Revisão de textos

Adelina Cristóvão

C

Caros Amigos do

X Encontro Internacional de Marionetas de Montemor-o-Novo

 

hegados ao 10º Encontro, comecemos pelo mais importante: dar os parabéns e agradecer a todos os que nos acompanharam durante esta década - público, artistas, parceiros e equipa. Na verdade, podemos estar satisfeitos com o percurso realizado, já que dez edições de um festival em Portugal, e ainda por cima virado para o teatro de marionetas, é obra!

Ainda me lembro do primeiro festival. Começou tímido, inserido no evento Ananil, mas já numa perspectiva de ir crescendo aos poucos, como se de um bebé se tratasse. E assim foi, às vezes com mais dificuldades do que outras. Mas essa parceria foi de facto a ignição que faltava, fundamental para o Encontro ser hoje um festival de referência não só a nível nacional como internacional, comprovado pelas centenas de propostas que recebemos todos os anos vindas dos quatro cantos do mundo.

Um ponto importante foi desde sempre a aposta na qualidade dos espectáculos e na inovação e transversalidade dos mesmos com outras formas de arte. A esse nível, apresentamos nos nossos encontros espectáculos representativos de tradição secular, cruzados com outros onde se quebram as fronteiras, criando assim novas tradições, já que a “tradição” resulta de constantes mutações. Neste âmbito, ao longo dos anos, vieram de todo o mundo muitas formas de expressão criativa das artes das formas animadas e marionetas, sempre na crença de que é nas diferenças de linguagem que se encontram novos caminhos de fruição artística e novas formas de criação e de debate artístico. Por isso, adoptamos as palavras de um mestre como fonte de inspiração: The tradition is a continuous creation in the now (Michael Meschke).

Tenho também muito gosto em realçar que o nosso trabalho junto à comunidade e às escolas, concretamente através do Abrigo dos Velhos trabalhadores de Montemor-o-Novo e do Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Novo, será reforçado neste Encontro, fazendo do mesmo um encontro inter-geracional. Neste sentido, teremos para o público escolar dois espectáculos e um workshop. Para o público em geral – familiar mas também para adultos – esta edição apresenta-se cheia de surpresas, com companhias vindas de França, Chile, Brasil, Uruguai, Espanha, Inglaterra e Portugal e a apresentação do resultado do workshop realizado durante o mês de Maio no Abrigo dos Velhos Trabalhadores. Para o encerramento, destaco a presença de Olivier Sagazan, um dos grandes nomes mundiais das artes performativas, com um dos seus espectáculos mais marcantes. Para o momento final, antes do pano cair derradeiramente sobre esta 10ª edição, convidamos todos a descer à baixa montemorense, para assistir connosco ao concerto de blues da banda lisboeta Lone Lisbonaires no icónico Regalenga Bar.

 

Bem hajam!!!!

Viva a marioneta!!!

 

Amândio Anastácio