Entidades responsáveis

 

Entidade Promotora

Município de Montemor-o-Novo

 

Produção

Alma d´arame Associação Cultural /

Cortiçadas de Lavre

 

Direcção Artística

Amândio Anastácio

 

Direcção Técnica

João Sofio

2º ENCONTRO DE MARIONETAS de 9 a 14 de Junho 2009 MONTEMOR-O-NOVO

U

ma das ilações que extraímos das opiniões manifestadas por artistas, participantes e programadores no termo do I Encontro de Marionetas é que este se pode tornar num projecto mais consolidado em Montemor, como o indicia a resposta muito positiva dada pelo público que assistiu, assim como o nível artístico, pedagógico e educacional das companhias participantes.

 

Para tal consolidação propomos para este ano uma programação reforçada tanto a nível artístico como a nível da divulgação de novas formas de abordar a arte da marioneta junto do público montemorense, diversificando as iniciativas associadas que permitam um espaço de reflexão que, além do crescimento do número de espectáculos, possa conduzir a novas ideias e a possibilidades de olhar este universo artístico contribuindo para o crescimento de um público cada vez mais exigente e diversificado.

 

Com esse objectivo em vista, propomos um circuito orientado preferencialmente para o público mais urbano, a realizar em espaços da cidade, predominando os espectáculos para todo o público, oferecendo porém também a apresentação de espectáculos para um público adulto, em horário nocturno. Assim, estão previstos 8 espectáculos, em que 3 pretendem abranger o público familiar e infantil, apresentando-se nos jardins da cidade, e os restantes 5 serão apresentados em espaços fechados (Curvo Semedo e Sala Polivalente do Centro Juvenil ).

 

No âmbito das iniciativas complementares, propomos a realização de uma exposição de marionetas da colecção do Museu da Marioneta de Lisboa, na Galeria Municipal, permitindo ao público aceder a uma perspectiva panorâmica e contextualizada da História da Marioneta.

 

Por outro lado, estarão previstas duas conversas abertas subordinadas aos temas:

“Percurso da Marioneta em Portugal” e “ Marionetas no Século XVIII - O caso de António José da Silva, O Judeu”.

 

Temos previsto um atelier que se centrará no saber ser e no saber fazer, na educação do olhar através da sensibilização para o teatro de objectos e de marionetas. O teatro e a arte da marioneta serão os meios utilizados para estimular a imaginação de crianças, adolescentes e adultos .O publico alvo deste atelier é a faixa entre os 8 e os 60 anos .

 

No final do II Encontro será promovida uma mesa redonda com vista a um balanço participado sobre este evento.

 

Escolhemos o mês de Junho para que este 2º encontro coincidisse com o fim do ano lectivo de modo a permitir uma maior aderência do público jovem, vindo assim a desenvolver e a criar novos públicos.

 

Para irmos de encontro aos nossos objectivos propostos escolhemos companhias de nacional relevo e espectáculos onde a diversidade e as diferentes formas de abordar o mundo da marioneta se vão cruzar sob o olhar do espectador.